Nos ambientes de agropecuária, a prática da silagem é extremamente importante na qualidade dos alimentos produzidos e na redução de perdas nutricionais. Para que essa prática tenha sucesso, a escolha do tipo de lona para silagem é fundamental, garantindo a fermentação controlada durante o cultivo.

Sendo assim, neste post da Nortène, saiba mais sobre o que é a silagem, seus principais tipos e uso da lona para silo. Acompanhe!

O que é silagem?

A silagem é uma prática muito comum nos setores agrícola e agropecuário, auxiliando no correto armazenamento da forragem que alimenta o gado.

Ao fazer o armazenamento com uso da lona para silagem de trincheira, a forragem apresenta pouca perda de nutrientes. Além disso, o sistema de silagem com lona para silo especial permite armazenar o pasto por período maior.

Afinal, a fermentação é controlada durante a armazenagem da forragem, um processo realizado de acordo com algumas etapas:

  • Elaboração de planejamento e efetiva plantação da lavoura;
  • Momento da colheita dos grãos no período correto;
  • Trituração dos grãos (normalmente entre 5mm e 10mm);
  • Compactação da forragem usando tratores ou máquina de silagem;
  • Armazenamento e vedação com lona para silagem;
  • Distribuição da forragem para os animais após a fermentação do alimento.

Os tipos de silagens mais utilizadas são: silagem de milho, de capim e de sorgo.

 

Qual a função da silagem?

No segmento agropecuário, seja de corte ou leiteira, a boa condição de saúde do animal é fundamental para uma produção de qualidade. Por isso, o gado deve receber todos os cuidados essenciais com relação à sua nutrição.

E se o pasto da fazenda não está com condições de oferecer a nutrição que o gado necessita, esse papel é então realizado pelo processo de silagem. Portanto, além de garantir a boa alimentação do gado, a silagem assegura a alta produtividade nas fazendas.

 

Tipos de silagem disponíveis

Existem muitas formas pelas quais o produtor pode fazer a silagem. Mas a escolha do tipo de silagem ideal vai depender do tipo da produção, do tamanho dela, das questões de segurança, flexibilidade de uso e da demanda de forragem.

Então, entre os principais tipos de silagem estão:

Silagem de Superfície

O silo de superfície consiste em uma compactação de forragem picada, que é aplicada sobre o terreno. Além disso, nesse sistema não existem paredes. A vantagem desse tipo de silagem com lona para silo é que ela tem um manuseio relativamente simples.

Do mesmo modo, grandes quantidades de forragem podem ser colocadas no abastecimento e, depois, removidas no período de desabastecimento, oferecendo mais agilidade na produção das fazendas.

 

Silagem em Trincheiras

Um tipo de silo bastante aproveitado na pecuária por seu fácil manejo, sendo mais eficiente quando próximo ao gado.

O silo trincheira é feito com a construção de uma vala no chão, coberta com lona para silagem de trincheira. Para evitar o contato do oxigênio com o material, alguns materiais são usados, por exemplo, terra, pneu ou areia.

 

Silagem Hals: lançamento Nortène

A linha de alta performance para o campo Silagem Hals, desenvolvida pela Nortène, possui tecnologia de aditivação israelente, com estabilizante de luz à base de amina, o que impede o craqueamento e a degeneração das coberturas de silagens ao longo do tempo.

Além de não craquear, a linha Silagem Hals oferece resistência, flexibilidade, não infiltra luz e ainda tem o menor índice de recall do mercado.

  • Flex-Silon Hals R-105 BOX: é indicada para ciclos longos de silagem;
  • Flex-Silon Hals R-105 Master: é recomendada para ciclos médios e longos;
  • Flex-Silon Hals Extra R-105: é usada para cobertura de silagem de ciclos curtos.

Para saber mais sobre esses tipos de lona para silo, fale conosco!

Open chat
Posso te ajudar? | ¿Puedo ayudarte?