Saiba tudo sobre aplicação de geossintéticos

O desenvolvimento de componentes à base de polímeros é essencial para diversos projetos que buscam flexibilidade e eficiência. Para evitar a contaminação do solo ou mesmo para obter boa produtividade, por exemplo, os geossintéticos surgem como uma solução bastante desejável.

A aplicação é distinta e a instalação é relativamente simples, embora deva seguir algumas etapas. Por isso, é importante entender como essa alternativa funciona e de que maneira deve ser aproveitada.

Na sequência, veja quais os usos principais de geossintéticos e compreenda como usá-los corretamente!

Afinal, o que são os geossintéticos?

Os geossintéticos são produtos de origem sintética, feitos à base de polímero. Com isso, oferecem várias características, como a impermeabilização, a elasticidade e a alta resistência.

No geral, são utilizados em soluções de geotecnia, de modo a atender objetivos específicos.

Esses produtos são essenciais em diversos projetos e fabricados de acordo com a aplicação, em cada caso.

Quais são as principais aplicações dos geossintéticos?

A versatilidade é uma das características de destaque desses produtos, embora cada tipo tenha funções específicas. Geomembranas, por exemplo, são adequadas para garantir estruturação e separação entre elementos.

Os produtos desse tipo também podem ser aplicados na cobertura e evitam a passagem de líquidos e gases. Por isso, são opções muito utilizadas em diversos setores da economia.

Os materiais podem ser usados em:

  • Drenagem;
  • Canais de irrigação;
  • Barragem de rejeitos de mineração;
  • Aterros sanitários;
  • Tanques de aquicultura;
  • Lagos artificiais;
  • Reservatórios de água;
  • Tanques para tratamentos de resíduos; e muito mais.

Como é feita a instalação dos produtos?

Como a aplicação de geossintéticos é variada, a instalação também costuma depender de cada utilização prevista.

Tudo começa com a preparação do solo, pois a área que vai receber o produto deve estar na forma desejada. Geralmente, é recomendado que não haja elementos muito pontiagudos, por exemplo.

Em seguida, os geossintéticos são instalados e fixados, de acordo com o relevo e com as características. Em geral, são usados fixadores específicos e mesmo a soldagem nas emendas.

A quantidade usada depende da área aplicada e, também, da largura e do comprimento.

Após tudo ser instalado corretamente, o uso deve ser feito de acordo com as orientações do fabricante.

Como escolher geossintéticos adequados?

O sucesso quanto à utilização de geossintéticos depende, ainda, da escolha de produtos adequados. A melhor forma de fazer isso é ao procurar uma empresa que seja especializada e tenha grande know-how na fabricação.

Quanto às características do produto, cada adoção exige atenção à alguns pontos. Em alguns casos, pode ser necessário contar com uma textura variada em certos pontos.

Em outros, a presença de estabilizantes e antioxidantes específicos é o que faz diferença.

Também é preciso ficar de olho em questões referentes às dimensões. Assim, é possível garantir que os resultados sejam adequados, dentro do que prevê o projeto.

A aplicação de geossintéticos é variada e atende a diversas necessidades. Com a escolha de bons produtos e a instalação correta, há como maximizar o desempenho do projeto.

Quer acompanhar muitas outras novidades e atualizações? Curta nossa página no Facebook e siga o nosso perfil no Instagram!

Open chat
Posso te ajudar? | ¿Puedo ayudarte?